Bitcoin uma “nova” maneira

0
1312

Após um crescimento assustador do valor da moeda nos últimos meses, quem nunca ouviu falar sobre Bitcoin? Essa é a moeda mais conhecida atualmente de um conjunto de mais de 1200 moedas criptográficas, também conhecidas como criptomoedas.

Trata-se de moedas virtuais, que como o dinheiro que conhecemos hoje, tem um papel importantíssimo na forma como realizaremos a transação de dinheiro ou troca de valores de hoje em diante. Na verdade hoje em diante não, isso já vem sendo uma realidade há alguns anos, e tudo indica que isso será duradouro e revolucionário no que se refere a transações financeiras.

Assim como o dinheiro tradicional, que utilizamos para comprarmos bens de consumo, o Bitcoin e as demais criptomoedas possuem algumas características em comum, tais como:

  • Ativo ao portador – quem tem posse das moedas são seus portadores, assim como no papel moeda, quem tem posse das criptomoedas tem direito de utilizá-las para comprar bens de consumo do dia-a-dia.
  • Não necessita de intermediários – para comprar nosso pãozinho na padaria, nós não precisamos de nenhum intermediário na negociação com o padeiro, apenas é necessário ocorrer a troca das notas pelo pãozinho. Nas criptomoedas isso também acontece, as transações são realizadas sem a necessidade de um terceiro, elas acontecem de pessoa para pessoa.
  • Privacidade – para se realizar uma compra não é necessário conhecer as partes que estão realizando a negociação, você não precisa saber o nome do padeiro e nem ele o seu nome. Com as criptomoedas isso também é uma verdade as transações não são acompanhadas de nomes ou número de documentos do portador.
  • Pagamentos irreversíveis – é impossível reverter uma transação feita em papel moeda, a partir do momento em que compramos algo com uma nota de R$20,00 por exemplo, o novo portador da nota é que tem o direito de usufruir da maneira como bem entender. Com as criptomoedas, isso ocorre a partir do momento em que se realiza a transação. Uma vez realizada, não pode ser desfeita, ficará registrada no livro de registros .

Podemos observar certa semelhança entre as criptomoedas e o dinheiro da atualidade, contudo existem diferenças. Uma grande diferença é o fato de no dinheiro para realização de uma transação a distância, por exemplo, uma terceira figura aparece, que são os bancos. Eles são responsáveis por garantir que a transação de dinheiro para alguém que não está presente fisicamente, de fato aconteça. Já no cenário das criptomoedas essa distância não importa, e as transações ocorrem sem a necessidade da validação de um banco, o que facilita as operações e as tornam mais baratas.

Daniel Morello é Consultor em Tecnologia

danielmorello@gmail.com

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here