Com qual tinta vou pintar?

0
121

Por Marcelo Guedes

Conheça um pouco sobre esse universo das tintas para não errar na escolha! Ah, precisa acertar também na escolha do profissional que irá aplicar a tinta.

O mercado oferece inúmeras marcas de tintas, mas eu tenho um conselho: nunca compre pelo preço. Pense bem no acabamento e produto específico para cada finalidade.

Tinta látex ou PVA

Tinta feita à base de água, geralmente utilizada em pintura de paredes internas, principalmente para tetos e áreas secas que dispensam manutenção constante. É encontrada apenas em acabamento fosco, pois sua resina não permite a variação de brilho. Oferece pouca resistência à ação do sol e tem baixa lavabilidade, ou seja, não resiste à limpeza constante por isso saiba onde se aplicar.

Tinta acrílica

Também é uma tinta feita à base de água. É indicada para pinturas internas e externas. As tintas acrílicas podem ser encontradas em três tipos de acabamento: fosco, semibrilho e acetinada e, ainda, emborrachadas, laváveis e sem cheiro

Tinta Esmalte

Muitos esmaltes são feitos a partir de solventes, assim apresentam cheiro forte e secagem demorada. No entanto, vários fabricantes estão produzindo esmaltes à base de água, que resultam em produtos de baixo odor e secagem rápida.

Os esmaltes podem ser encontrados em acabamento fosco, alto brilho e acetinado. Devem ser aplicados em superfícies de madeira e metal, inclusive em áreas externas, já que oferecem boa resistência à ação da chuva e do sol. São especialmente indicadas para madeiras, metais e azulejos.

Verniz

São produtos fabricados a partir de solvente que oferecem proteção a superfícies de madeira. Costumam ser transparentes, com acabamento fosco, acetinado ou brilhante. Mas há também vernizes pigmentados e com acabamentos especiais que simulam a cor de madeiras nobres. Assim como os esmaltes, também existem alguns vernizes à base de água. Os vernizes formam uma película protetora que impede a absorção de água.

Dentre os vernizes há um produto chamado stein que, diferente dos outros, penetra profundamente na madeira, tornando a superfície hidrorrepelente. A grande vantagem, além da maior durabilidade, é que ele tem manutenção mais fácil que o verniz tradicional.

Tinta a óleo

A tinta a óleo possui um ligante do tipo oleoso (óleos vegetais, minerais, essência de terebentina, etc.) que dá um acabamento muito bonito, que pode ser fosco ou brilhante. É utilizada em pinturas que requerem grande beleza como móveis, janelas e portas. O óleo confere uma grande impermeabilidade à penetração de água, sendo portanto um protetor muito bom para materiais como madeiras e ferro.

Tinta Epóxi

Tinta resistente que não se deixa atacar facilmente por produtos químicos, como os de limpeza. É ideal para pintura de banheiros, pisos, azulejos e câmaras frigoríficas. Existem versões do epóxi à base de solventes ou à base de água. É um produto mais difícil de ser aplicado e por isso, requer ajuda profissional. Para uso residencial pode-se esperar uma durabilidade de vários anos se forem utilizados produtos e técnicas adequadas.

Tinta Acústica

Projetada para uso em telha de teto acústico, essa tinta dá uma cobertura sem prejudicar as qualidades acústicas da telha. Ela pode ser aplicada com um rolo, mas um spray é mais eficiente e é menos provável que afete as propriedades da telha de abafar o som.

Tinta Isolante térmica

Indicada principalmente para atenuar o calor, a tinta isolante térmica é um revestimento flexível e resistente à base de água que incorpora em sua formulação polímeros acrílicos combinados com microesferas de cerâmica, que refletem a maior parte da irradiação solar. Outra utilização da tinta é para a impermeabilização de lajes, telhados, caixas d’água, paredes, galpões, depósitos, etc.

Tinta Magnética

É uma tinta semibrilho, geralmente cinza, densa e rugosa, com carga magnética, permitindo a aderência de ímãs. Deve ser aplicada sob a tinta desejada para que a área da parede fique imantada e tenha o resultado desejado.

Tinta Texturizada

Um dos tipos mais populares de pintura com tinta texturizada é o grafiato, que pode ser feito manualmente ou com tintas próprias que têm esse mesmo nome. Com outras variedades, é preciso acrescentar as partículas e misturar bem. Um outro tipo de tinta texturizada não tem grânulos, é grossa e lisa, ela é aplicada à superfície e então texturizada com ferramentas especiais.

Por isso na próxima vez saiba escolher com seu arquiteto a melhor tinta e tenha sucesso em sua casa!!!

Um abraço a todos e até a próxima….

Marcelo Guedes é Arquiteto e Urbanista formado pela Universidade Braz Cubas de Mogi das Cruzes. Foi presidente da AEASJC – Associação de Engenheiros e Arquitetos de SJCampos e diretor do IAP (Instituto de Aprimoramento Profissional) da Aconvap – Associação das Construtoras do Vale do Paraíba e foi professor da Unip.

Também integra o projeto Caminhos da Arquitetura e já fez parte da Câmara Técnica do CAU – Conselho de Arquitetura e Urbanismo e Gerente do Crea/SP.

Atualmente é Professor Universitário da Faap, Universidade Anhanguera e Senac.

Trabalha com Projetos de Arquitetura e Projeto de Interiores, especializado em Luminotecnica e Planejamento e Gerenciamento de Projetos. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here