Comitê de Enfrentamento de São José anuncia regressão para a fase vermelha

0
330

Na tarde desta sexta-feira o prefeito Felício Ramuth anunciou a classificação da cidade de São José dos Campos para a fase vermelha a partir do dia 18 de janeiro. A decisão foi tomada com base na análise dos dados da doença no município.

Hoje, o Governo do Estado havia divulgado a reclassificação do Plano São Paulo, colocando a região do Vale do Paraíba na fase laranja. “O Plano São Paulo permite decisões mais restritivas, então tomamos essa decisão para nos anteciparmos a um cenário pior”, justificou o prefeito Felício Ramuth

A coletiva de imprensa contou com a participação de diversos diretores e representantes dos hospitais públicos e privados do município.  “Estamos observando um crescimento muito grande de internações, pessoas infectadas e complicações, o que está resultando também no aumento no número de óbitos. Isso precisa ser minimizado, para conseguirmos atender toda a população”, informou o  Dr. Carlos Maganha, diretor geral do Hospital Municipal.

Só poderão funcionar, mediante protocolos, os estabelecimentos de produtos e serviços considerados essenciais, como farmácias e drogarias, supermercados, açougues, feiras livres e lojas de materiais de construção.

Fica proibido o funcionamento de shoppings, galerias, comércio em geral, prestadores de serviços, salões de beleza e barbearias, academias esportivas e centros de ginástica, parques aquáticos e piscinas de clubes. Também está vedada a realização de eventos, convenções e todas as atividades que geram aglomeração.

Restaurantes e similares somente podem vender refeições nos sistemas de delivery e drive-thru. Não é permitido o consumo no local. A venda de bebidas alcoólicas em lojas de conveniência está limitada ao período das 6h às 20h.

O SINHORES (Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de São José dos Campos e região) se posicionou sobre a decisão “O SINHORES repudia veementemente o anúncio feito hoje (15/01) pela prefeitura de São José dos Campos que classificou o município na fase vermelha do Plano São Paulo, mesmo o Governo do Estado tendo classificado a região como laranja. O sindicato vai entrar com um mandado de segurança para que possam valer as regras do Decreto Estadual”

“As restrições impostas pela fase laranja não dão à categoria as condições ideais de trabalho, mas entendemos que, neste momento, após meses de dificuldade, voltar a trabalhar somente com delivery é totalmente inviável é insustentável”, enfatiza Antonio Ferreira Júnior, presidente do SINHORES.

O decreto da Prefeitura com as novas normas estará disponível no Boletim do Município: www.sjc.sp.gov.br/boletim. Essa medida mais restritiva visa diminuir o contágio pelo coronavírus e evitar pressão sobre o sistema de saúde do município.

Semanalmente o Comitê Municipal de Enfrentamento ao Coronavírus, que referendou a decisão, avaliará o cenário epidemiológico e as taxas de ocupação de leitos para deliberar sobre o funcionamento das atividades com atendimento presencial.

Em caso de descumprimento das regras, o estabelecimento está sujeito a multa de R$ 5 mil – com aplicação em dobro a cada reincidência – e outras sanções de natureza civil, administrativa e penal. Se o infrator persistir na prática irregular, poderá haver interdição da atividade.

Produtos, bens, equipamentos e utensílios em uso ou na iminência de utilização em eventos que podem gerar aglomeração de pessoas serão apreendidos sumariamente. A devolução somente ocorrerá mediante apresentação da nota fiscal dos itens, pagamento das multas aplicadas e indenização à Prefeitura pelas despesas efetuadas.

A Prefeitura ressalta a importância do engajamento da população para conter a pandemia. Mantenha sempre as medidas de higiene, como lavar as mãos e usar máscaras em locais públicos.

Leia o posicionamento de alguns dos representantes dos Hospitais que participaram do encontro.

“Uma das minhas preocupações é com a dificuldade em encontrar profissionais habilitados para o atendimento a esses pacientes. Sei que estão todos muito cansados,  mas, vejo que os cuidados e medidas de segurança estão sendo deixados de lado e é muito importante que todos continuem se protegendo e protegendo o próximo”, alertou o Dr. Elton Jr, médico e vereador.

“Na semana passada tivemos o maior número de atendimentos desde o início da pandemia”, relatou o diretor do Hospital São José, Dr. Maurício.

“Se não tivermos uma atitude, séria e ordenada, que antecipe esse cuidado, teremos um impacto desfavorável no número de casos”, comentou Dr. Fabio Batista, presidente da Unimed de São José dos Campos.

“Houve um aumento muito grande na procura do Pronto Socorro e não temos mais como ampliar nossa capacidade de atendimento” ressaltou o Dr. Paulo, representante da Santa Casa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here