Consumidores se unem para denunciar agência de viagem de São José por não cumprir contratos  

0
2948
Consumidores se unem para denunciar agência de viagem de São José por não cumprir contratos

A tão esperada viagem de férias se tornou um pesadelo para consumidores de São José dos Campos. Entre as reclamações estão: mudanças de datas, ausência de vouchers, comprovantes de vôo e reservas nos hotéis, mau atendimento  e viagens não realizadas. O casal Wellington e Amanda viveu momentos de stress e decepção com com uma viagem para Fortaleza que simplesmente não aconteceu. “Fizemos o pagamento da viagem (R$ 3.000) e a agência não nos deu nenhum retorno. Não recebemos nada da viagem e perdemos nossas férias. Neste momento estou aguardando a confirmação de um DOC de estorno que fizeram para nossa conta, mas a sensação é de frustração e tristeza por não termos conseguido realizar nossa viagem de férias”, comentou Wellington.

O mesmo aconteceu com a família da Tábata Garcia, que contratou uma viagem para um hotel em Atibaia no valor de R$ 4.600,00. “Não nos enviaram contrato. Pedi muitas vezes e nada. Minha viagem era no dia 04 de janeiro. No dia 03 me mandaram mensagem informando que tinha dado overbooking no hotel e minha reserva estava cancelada. Eu precisava escolher uma nova data ou solicitar o estorno. Liguei no hotel e me informaram que não tinha acontecido nenhum overbooking, nem cancelamento de reserva. Propus à agência uma mudança de hotel para não perdemos o passeio e dias de descanso e nada foi resolvido. Pedi o reembolso e até agora não recebi”, desabafou Tábata.

Além dos casos relatados acima, existem outros de consumidores que contrataram a agência e estão inseguros pela falta de documentação, comprovantes das passagens aéreas,  vouchers e contratos assinados. Andrea Pinheiro tem uma viagem de lua de mel agendada para sexta-feira (17) e até agora não recebeu os vouchers. Insegura, entrou em contato com a empresa operadora do cruzeiro previsto para sexta e a informação que recebeu foi que não existe nenhuma reserva em seu nome. Sobre o caso, a agência alegou que tem até dois dias antes da viagem para emitir os vouchers.

Marina comprou um pacote completo para Orlando e Miami para o próximo sábado (18). Até o momento também não recebeu nenhum comprovante e se sente insegura. No dia 20 de dezembro ela solicitou a agência o cancelamento da passagem do cunhado que viajaria junto. Segundo ela, até agora a agência não confirmou o cancelamento e tampouco realizou o reembolso.

Dayse comprou na agência um pacote para Costa do Sauipe. O embarque está marcado para quinta-feira (16). Ela fez o pagamento a vista e ainda não recebeu nenhum comprovante e garantia de que a viagem será realizada. Malas prontas, crianças ansiosas e o medo de tudo dar errado. “É angustiante, não sabemos o que vai acontecer, meus filhos já arrumaram as malas e ficam perguntando quando vamos viajar”

A responsável pela agência DAP Viagens é Débora Almeida. Sobre os casos denunciados ela alegou que “as informações não procedem. Foi um grande mal-entendido que aconteceu. Temos todas as informações registradas, todos os comprovantes de que não há pendências e situações a serem resolvidas, não houve nada errado. Todos os contratos estão sendo cumpridos: ou as pessoas estão viajando ou solicitaram cancelamento e já receberam o reembolso”, informou.

Aos clientes, a agência emitiu o comunicado abaixo:

“A DAP Viagens e Turismo informa que, exclusivamente, durante o mês de janeiro/2020, em razão do atraso na emissão de documentos, os vouchers estão sendo entregues próximo à data de início da viagem.

Esclarecemos que os passageiros não sofrerão qualquer downgrade em sua viagem em decorrência do atraso ou possíveis alterações, conforme previsto em contrato”.

Quando contratamos uma hospedagem, um pacote de viagem, uma passagem aérea, um passeio estamos celebrando relações de consumo, aplicando, assim as regras vigentes no Código de Defesa do Consumidor, que estabelece normas de proteção e defesa do consumidor, de ordem pública e interesse social.

Os consumidores que se sentiram lesados criaram uma comissão para discutir os casos e estudar a possibilidade de uma ação coletiva. Existem outros casos que não foram relatados na reportagem e diversas pessoas com pacotes comprados, ainda sem os comprovantes. Outros solicitaram o cancelamento da viagem em função das denúncias, mas ainda aguardam confirmação e estorno.

A maior parte dos consumidores alega ter confiado na agência e fechado os pacotes em função de ações de divulgação realizadas em parceria com influenciadores da região, o que deu credibilidade a marca.

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here