De enfermeira especialista em oncologia a paciente oncológica. Conheça a história de Tabata Martins

0
452
Foto: Adriana Rebouças-Esquadrão do Click

O mês de outubro é marcado por uma série de ações de conscientização a prevenção do câncer de mama. Resolvemos contar a história da Tabata Rocha Martins.  

Moradora do Urbanova, 36 anos, enfermeira atuante na área de oncologia há 14 anos, casada, mãe de 2 filhas.  

Há 5 meses foi diagnosticada com Câncer de MamaA notícia de para todos causa espanto, para ela foi ainda mais impactante. Há anos trabalhando com pacientes com câncer, orientando, encorajando, segurando na mão e transmitindo força e amor. De repente tudo mudou. “Foi a inversão de papeis mais dolorida da minha vida. Como seguir todas aquelas orientações? Como ser forte? Como não ter medo de morrer?”, relatou. 

Outubro rosa-urbanova
Hoje enxergo claramente que tudo é um propósito de Deus na minha vida, entendo que estava na hora de parar de cuidar de todos e passar a olhar para mim da maneira que eu mereço!

Após alguns dias de assimilação da notícia ela resolveu que iria usar todo seu conhecimento a favor do tratamento e se fortalecer para todas as etapas que estavam por vir.  “Recebi tanto carinho, tantas demonstrações de amor de amigos, família e colegas de trabalho que não tive outra alternativa a não ser me manter forte. No começo foi muito difícil, me adaptar a nova rotina, aprender a respeitar meus limites, mas, com tempo tudo foi se encaixando 

A detecção precoce foi de extrema importância. Foi no autoexame que Tabata identificou os nódulos e recorreu ao médico. O tratamento começou imediatamente. Neste mês ela realiza a última sessão de quimioterapia e começa a se preparar para a cirurgia na mama. “Quero que minha história encoraje as mulheres  que estão passando por esse tratamento a viver uma vida leve, uma vida nova”.  

 Sou grata ao meu marido, um parceiro fantástico que me entendeu em cada momento, minhas pequenas filhas que estiveram ao meu lado dando carinho, os amigos do Hospital Vivalle, onde trabalho, que tem demonstrado um apoio e carinho enormes e, a todos meus familiares que estão sempre presentes cuidando de mim e me dando forças ! amor sempre será o melhor caminho. Se eu puder deixar uma mensagem é: O câncer tem cura! A prevenção é um gesto de amor a vida., concluiu. 

Você sabia que aproximadamente 80% dos tumores são descobertos pelas próprias mulheres através do toque? 

O diagnóstico precoce, ainda é a maior arma para diminuição da mortalidade pelo câncer de mama.
Independente da idade, todas as mulheres devem conhecer seu corpo para saber o que é e o que não é normal em suas mamas.
A mulher precisa se observar para estar atenta a qualquer mudança no seio. 

Lembre-se: você deve ser protagonista de sua saúde, exija seus exames se notar algo diferente, mesmo que seu médico acredite que não seja um caso de câncer. 

O autoexame das mamas não substitui o exame médico! Quando o câncer de mama tem sintomas visíveis, ele já está mais avançado! 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here