Entrevista: Felício Ramuth

0
31

No dia 15 de novembro Felício Ramuth (PSDB) foi reeleito ao cargo de Prefeito no 1º turno com 204.800 votos. Dois dias após a eleição, ele nos recebeu em seu gabinete para falar sobre os planos para o novo mandato, novo acesso ao Urbanova, fluxo/atividade complementar, comunidades Beira Rio e Bairrinho, plano de desenvolvimento econômico, cidade inteligente, pandemia, e também respondeu nossa pergunta sobre uma especulação de que ele poderia ter interesse em se candidatar a deputado em 2022. A entrevista completa está disponível em nosso canal no youtube (youtube.com/revistaurbanova).

São José dos Campos pede uma medida mais eficaz para acabar com os fluxos, que além da perturbação de sossego, gera outros problemas como acidentes de trânsito e descarte de lixo nas ruas. O que o senhor pretende fazer?

Existem vários tipos de fluxo na cidade. O fluxo no Urbanova tem uma característica peculiar, 70% da população que está no fluxo é do bairro. Eu recebi alguns representantes dos condomínios e propus a implantação da Atividade Complementar, estou aguardando retorno dos condomínios. A ideia é que os condomínios contratem a Guarda Civil Municipal no contraturno de sexta a domingo para evitar que o fluxo aconteça. Tivemos uma experiência positiva desse modelo no centro da cidade. Os comerciantes contrataram a Atividade Complementar e agora contam com uma segurança mais exclusiva.  Os guardas prestam este serviço durante seus horários de folga com todo respaldo operacional e jurídico, a exemplo do que já acontece com os policiais militares na Atividade Delegada.

Algumas pessoas questionam essa medida por acreditarem que ao pagar o imposto, tem o direto a segurança e, de fato tem, mas não conseguimos disponibilizar uma viatura para ficar exclusivamente no Urbanova. Trabalhamos de acordo com a disponibilidade das viaturas e demanda de todo o município.

Em sua campanha o senhor afirmou que irá executar o projeto de um novo acesso ao Urbanova com as contrapartidas de todos os loteamentos. Quais são os planos e prazos de execução?

O projeto executivo da segunda saída do Urbanova já está feito, contratado e entregue. É importante deixar claro que a ponte de saída do Urbanova não tem nenhum tipo de congestionamento, o que temos é uma condição de que que se acontecer alguma coisa com aquela ponte, fica todo mundo “ilhado” no Urbanova, ela não é um ponto de congestionamento. Nós tínhamos um ponto mais complicado na Lineu de Moura, mas, ampliamos em uma faixa e melhorou muito.

O projeto existe saindo ali do Esplanada do Sol, uma nova ponte, mas dependemos da contrapartida dos proprietários dos loteamentos. Alguns já pagaram, outros não pagaram porque ainda não lançaram os empreendimentos e só existe a obrigação de pagar quando existir o empreendimento.  Sem essas contrapartidas nós não executaremos a obra. As contrapartidas correspondem, em média, a 30% do custo da obra, que está estimada em 80 milhões de reais. A Prefeitura terá que arcar com o valor restante.

Outra opção a curto prazo que poderia ser realizada é ligação com a Via Jaguary. Assim que começarem as obras, nós vamos discutir com a população do Urbanova se ela tem o desejo de usar a Via Jaguary para fazer uma nova saída do bairro. Por essa via, o motorista poderia sair do Urbanova e chegar na Via Norte, na região central da cidade, mas, só vamos fazer o investimento se a população entender que é bom. No meu ponto de vista, acho que seria uma grande alternativa para o Urbanova.

Diversas câmeras estão sendo instaladas na cidade, como parte do projeto Cidade Inteligente, o que o senhor pode nos adiantar desse projeto?

São 1.000 novas câmeras. São José vai ser a cidade com o maior número de câmeras por habitante, 1 câmera para cada 700 habitantes, além da possibilidade de interligação com as câmeras privadas.  As câmeras vão “ler” as placas para rastrear os veículos roubados, se tiver alguma ocorrência de roubo ou furto a gente vai conseguir perseguir virtualmente esse veículo. Até dezembro as câmeras já devem estar instaladas. E o projeto vai além (mais informações na entrevista em vídeo).

Assista a entrevista completa: www.youtube.com./revistaurbanova

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here