Gripe: vacinação inicia segunda-feira para idosos e funcionários da saúde

0
229
Neste ano as pessoas com mais de 60 anos podem ser vacinadas nas unidades da Casa do Idoso - Foto: Lucas Cabral/PMSJC

A Prefeitura de São José dos Campos inicia na segunda-feira (23) a campanha nacional de vacinação contra a influenza. Na primeira etapa, serão vacinadas pessoas com mais de 60 anos e trabalhadores da saúde.

Todas as Unidades Básicas de Saúde estarão disponíveis para aplicação das doses, das 8h às 17h. Os idosos poderão receber a vacina também nas quatro Casas do Idoso, que ficam nas regiões centro (Rua Euclides Miragaia, 508, Centro), leste (Rua Cidade de Washington, 164, Vista Verde), norte (Rua Carlos Belmiro dos Santos, 99, Santana) e sul (Avenida Andrômeda, 2601, Bosque dos Eucaliptos).

Nas próximas etapas da campanha, que vai até 22 de maio, serão imunizados os integrantes dos demais do grupo de risco. A segunda, com início em 16 de abril, abrangerá professores, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, além de profissionais das forças de segurança e salvamento.

Já na terceira e última fase, que começa em 9 de maio, o Dia D da mobilização, serão vacinadas as crianças que tenham de 6 meses a menos de 6 anos, gestantes, puérperas (45 dias após o parto), os povos indígenas, funcionários do sistema prisional, adultos de 55 a 59 anos (novidade neste ano), indivíduos privados de liberdade, adolescentes e jovens sob medida socioeducacional.

Para os doentes crônicos, é imprescindível levar uma solicitação médica que especifique o problema de saúde, que deve estar entre as doenças elegíveis para tomar a vacina. Também pode ser apresentada a última receita médica com a prescrição de medicamentos de uso contínuo que comprove o problema de saúde.

O objetivo da campanha é minimizar a ocorrência da gripe, as internações e os óbitos gerados pelo vírus influenza em grupos vulneráveis.

Influenza

A gripe influenza é uma infecção viral aguda, que afeta o sistema respiratório. É de elevada transmissibilidade e distribuição global, com tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais e mundiais.

A doença é transmitida através das secreções das vias respiratórias, da fala, tosse e do espirro. Também pode haver contágio pelas mãos, quando a pessoa toca superfícies recém-contaminadas e leva o agente infeccioso direto ao rosto.

Esse vírus faz parte da família Orthomyxoviridae e se subdivide em três tipos – A, B e C –, de acordo com a diversidade antigênica, podendo apresentar mutações. Os dois primeiros são responsáveis por epidemias sazonais, que têm duração variável e são frequentemente associadas ao aumento das taxas de hospitalização e óbito.

O período de incubação pode variar de um a quatro dias. A recuperação da maioria das pessoas infectadas varia de uma a duas semanas, porém os integrantes dos grupos de risco são mais vulneráveis. Por isso precisam ser vacinados.

Indicação da vacina

Doença respiratória crônica

  • Asma em uso de corticóide inalatório ou sistêmico (moderada ou grave)
  • DPOC
  • Bronquioectasia (dilatação irreversível dos brônquios)
  • Fibrose cística
  • Doença intersticial do pulmão
  • Displasia broncopulmonar
  • Hipertensão arterial pulmonar
  • Crianças com doença pulmonar crônica da prematuridade

Doença cardíaca crônica

  • Doença cardíaca congênita
  • Hipertensão arterial sistêmica com comorbidade
  • Doença cardíaca isquêmica
  • Insuficiência cardíaca

Doença renal crônica

  • Insuficiência renal crônica grave
  • Síndrome nefrótica
  • Paciente em diálise

Doença hepática crônica

  • Atresia biliar
  • Hepatite crônica
  • Cirrose

Doença neurológica crônica

  • Condições em que a função respiratória pode estar comprometida pela doença neurológica
  • Considerar as necessidades clínicas individuais dos pacientes: AVC, Indivíduos com paralisia cerebral, esclerose múltipla e condições similares
  • Doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular
  • Deficiência neurológica grave

Diabetes

  • Diabetes mellitus tipo I e tipo II em uso de medicamentos

Imunossupressão

  • Imunodeficiência congênita ou adquirida
  • Imunossupressão por doenças ou medicamentos

Obesos

  • Obesidade grau III (IMC > 40 para adultos, IMC >= 25 para crianças com menos de 10 anos e IMC>= 35 para pessoas de 10 a 18 anos)

Transplantados

  • Órgãos sólidos
  • Medula óssea
  • Portadores de trissomias: síndrome de Down e outras síndromes

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here