Horta em casa

0
39

Por Arq. Marcelo Guedes

A busca por um estilo de vida mais saudável se faz cada vez mais presente. Imagine ter em casa produtos orgânicos e frescos? Isso é totalmente possível e simples com alguns cuidados.

Não podemos nos esquecer da sustentabilidade nesse hábito. Com uma horta em casa você reduz custos, consumo em supermercados, reduz o lixo e, de quebra ainda consome produtos totalmente saudáveis e orgânicos.

Importante acrescentar que ter uma horta na sua própria casa ou apartamento é uma terapia ocupacional incrível, envolve toda família e alivia as tensões da vida urbana e aproxima todos da natureza.

O primeiro passo é verificar o local, onde você possa aproveitar a luz natural. Quanto mais horas de sol seu “canteiro” tiver, mais opções de hortaliças e temperos você terá. Os lugares preferidos para os pequenos cultivos são nas janelas, varandas, sacadas, terraços, próximos da luz do sol. Comece pelo tipo que você e sua família gostem: pode ser tomates, morangos, cebolinhas, alfaces, ervas como hortelã, manjericão, alecrim, orégano entre outras. As plantas purificam o ambiente, trazem vida saudável e são ótimas pedidas na alimentação.

Após a escolha do que plantar, fica mais fácil definir onde plantar.

Podem ser floreiras, vasos de diferentes tamanhos, é importante pensar nas raízes que precisam de bastante espaço para se desenvolver, e geralmente apresentam um tamanho apenas ligeiramente menor do que a folhagem. Em vasos maiores você poderá plantar mais de um tipo aproveitando as vantagens do tamanho da planta adulta, qual o espaço que cada uma vai requerer e leve sempre em consideração quais são seus tipos preferidos.

Importante dar preferência aos vasos mais profundos do que largos, principalmente se pensa em cultivar raízes como cenouras, rabanetes ou beterrabas.

Para garantir a qualidade da planta necessário ter uns componentes como substrato, terra vegetal, húmus. Esses elementos auxiliam na qualidade e produz os nutrientes e o suporte necessário às plantas. Procure por substratos próprios para fazer crescer sementes e faça sempre a reposição de tempos em tempos.

Hoje temos lojas que vendem sementes tratadas, mas prefira aquelas apropriadas para o período. Evite plantas de verão no inverno ou vice versa. Certas plantas duram o ano todo e dão menos trabalho no manejo, comece pelo mais fácil e que você goste do consumo. Aproveite sua primeira colheita e faça uma deliciosa mini salada, vai ser muito prazeroso.

Fique atento às pragas e aos bichinhos, é comum você perceber certos “moradores” de repente nos vasos. Existem os tratamentos a base de produtos naturais, vai ser um desafio tratar sua hortinha, e se você sentir que ficou comprometido procure um profissional para cuidados especiais. Esse hábito das hortas em casa é uma forma de acrescentar um toque verde e deixar o ambiente mais fresco e acolhedor.

Diante de tantas vantagens procuro acrescentar que dedicando seu tempo com todos os cuidados na sua horta caseira, verificar sempre a saúde das plantas e aproveitar seu consumo você vai contribuir para um mundo melhor, o planeta agradece!

E viva de forma mais saudável.

Um abraço até a próxima.

Marcelo Guedes é Arquiteto e Urbanista formado pela Universidade Braz Cubas de Mogi das Cruzes. Foi presidente da AEASJC – Associação de Engenheiros e Arquitetos de SJCampos e diretor do IAP (Instituto de Aprimoramento Profissional) da Aconvap – Associação das Construtoras do Vale do Paraíba e foi professor da Unip.

Também integra o projeto Caminhos da Arquitetura e já fez parte da Câmara Técnica do CAU – Conselho de Arquitetura e Urbanismo e Gerente do Crea/SP.

Atualmente é Professor Universitário da Universidade Anhanguera e do Senac.

Trabalha com Projetos de Arquitetura e Projeto de Interiores, especializado em Luminotecnica e Planejamento e Gerenciamento de Projetos. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here