Madrugada de Caos no Urbanova

0
1897

“Foi o ruído mais alto que tivemos nos últimos 5 anos”, “2 horas da manhã e minhas filhas de 4 anos acordaram por conta do barulho. Meu trabalho exige muita concentração. Ficamos pela casa procurando um lugar para dormir ontem o ruído estivesse menor”  “Foi a pior noite que já tivemos aqui” “O que aconteceu nessa madrugada aqui no bairro foi uma grande falta de respeito com a comunidade”

Esses foram alguns relatos que recebemos sobre a noite desta quarta-feira no Urbanova. O barulho começou às 19h em frente à portaria da Univap, onde acontecia uma festa de recepção dos novos alunos, promovida pelo Grêmio Estudantil. “Sabemos que o bairro estava passando por varias dificuldades em relação a festas na ladeira e outras bagunças generalizadas no bairro. Nosso evento será realizado de maneira respeitosa com o bairro e a todos os participantes”, informou o Grêmio Estudantil no dia 01/02.

Às 22h o som foi desligado e grande parte dos participantes da festa foram embora. Segundo os estudantes, todo o lixo foi recolhido.  A Polícia Militar e Guarda Municipal estiveram no local. Foi realizada uma operação de desobstrução da Avenida Shishima Hifumi e o bar Pit Stop recebeu um auto de infração sumário e auto de infração.

Por volta das 23h a polícia e a guarda deixaram o local e o fluxo se formou. Moradores registram em vídeo a música com volume muito elevado, uso de drogas e desrespeito às normas de trânsito. Segundo relatos, o som só diminuiu depois das 2h da manhã.

Solicitamos posicionamento da Secretaria de Mobilidade Urbanova sobre a ausência de agentes de trânsito no local. “Na noite de quarta-feira (7), a equipe de agentes de trânsito atendia outras três ocorrências simultâneas ao evento em frente à Universidade, sendo dois acidentes de trânsito e a passagem de um bloco de Carnaval com aproximadamente 3.000 pessoas que bloqueou, momentaneamente, a Avenida Nove de Julho.
Nestes casos, os profissionais seguem a sequência dos chamados, de forma que quando puderam se dirigir ao Urbanova o evento no local já havia terminado.
Cabe ressaltar que este evento não foi informado previamente à Prefeitura. As responsabilidades pela realização, assim como pelos transtornos causados estão sendo apuradas para que sejam tomadas as providências cabíveis. Na noite de ontem não havia blitz do programa Lei Seca programada para a região.”

Vídeo agressao

Agressão: pedimos também posicionamento da Secretaria de Defesa do Cidadão sobre supostas agressões aos alunos no bar Pit Stop. “Recebemos denúncia de perturbação do sossego público, na rua da Ladeira em frente à Univap (Urbanova) para fiscalização. No local cerca de  1.500 pessoas, por isso houve a ação em conjunto com a Polícia Militar. A informação que temos é que o servidor público recebeu um tapa no rosto e utilizou spray de gás pimenta para afastar a agressora. Foi instaurado procedimento administrativo para apurar a ação do agente”, informou a Secretaria de Defesa do Cidadão por meio de nota.

Sobre o caso, a Polícia Militar informou “O referido estabelecimento não possui alvará de funcionamento após as 22h, havendo então a solicitação da GCM para que as pessoas desocupassem o ambiente, o que foi prontamente atendido pela maioria, contudo, houve a recusa de alguns poucos, sendo necessária a intervenção da Polícia Militar que reafirmou a necessidade do cumprimento da lei e consequente fechamento do bar, havendo então a saída pacífica de todas as pessoas, o que, com certeza, não agradou uma minoria insistente em não obedecer os preceitos legais”.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here