Mamografia mantém melhor média histórica

0
474
Câncer de Mama-urbanova
Foto: Claudio Vieira/PMSJC

No mês mundial de conscientização ao câncer de mama, a Prefeitura de São José dos Campos intensificou a divulgação sobre a necessidade da mamografia como forma de prevenção, sobretudo para mulheres com mais de 40 anos ou mais cedo se tiver histórico de doença na família.

Segundo a Secretaria de Saúde, entre janeiro a agosto deste ano, foram realizadas 19.444 mamografias bilaterais de rastreamento, uma média de 2.430 por mês. O número já se aproxima da melhor média dos últimos seis anos, registrada em 2018, que foi de 2.648 exames por mês.

O encaminhamento das pacientes para mamografia é feito pelas unidades básicas de saúde. O exame pode ser solicitado não apenas pelo médico da unidade, mas também pela enfermeira. Hoje, os exames são realizados em quatro locais: Ambulatório da Mulher (Hospital Municipal), Hospital Pio XII, AME (Ambulatório Médico de Especialidades) e Santa Casa.

A mulher deve procurar a unidade de saúde mais próxima para fazer o exame clínico das mamas pelo menos uma vez ao ano. A mamografia deve ser feita anualmente em mulheres acima de 40 anos ou mais cedo se houver histórico familiar. A doença tem 95% de chance de cura se descoberta no início.

A paciente que apresenta resultado de mamografia alterado é encaminhada para o médico mastologista do Ambulatório da Mulher ou do Pio 12. Como também não há demanda reprimida para esta especialidade na rede, a consulta ocorre entre 20 a 30 dias da solicitação da vaga.

As pacientes com diagnóstico de câncer de mama são inseridas no programa Previna e tem priorização para o tratamento, que é feito no Pio 12. Atualmente, 673 pacientes com diagnóstico de câncer de mama estão em tratamento, sendo 251 casos novos registrados em 2019.

Exames de mamografia para rastreamento (média/mês)

2014 – 2.350

2015 – 2.182

2016 – 2.222

2017 – 2.507

2018 – 2.648

2019 – 2.430 (até agosto)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here