Mário Ottoboni morre aos 88 anos em São José

0
792
Mario-Ottoboni
Mario Ottoboni. Arquivo Pessoal

Jornalista, escritor e advogado deixa importantes marcas na história da cidade.

A manhã desta segunda-feira (14) amanheceu triste em São José dos Campos. Mário Ottoboni faleceu em decorrência de uma infecção pulmonar e problemas cardíacos.

Nascido em setembro de 1931, na colônia italiana de Barra Bonita (SP), veio ainda muito jovem para São José e foi um exemplo de superação e persistência. Muito pobre e órfão de pai, conseguiu superar as adversidades e se tornar um dos principais personagens da história local no século 20.

Foi jornalista, autor teatral premiado e advogado.  Como o primeiro presidente do Esporte Clube São José construiu o estádio de futebol Martins Pereira. Criou o método de ressocialização APAC  (Associação de Proteção e Assistência aos Condenados), o que o fez ser reconhecido e aplaudido pela ONU (Organização das Nações Unidas) como criador da primeira cadeia no mundo sem policiais (preso cuidando de preso) e zero em fugas e rebeliões, e se aposentou com mais de 30 anos de trabalho como secretario administrativo da Câmara Municipal.

O reconhecimento de seu trabalho social correu o mundo, foi homenageado em diversos países e por entidades de enorme relevância. Escreveu mais de 30 livros. Espero que seu nome não se perca na mediocridade do cotidiano, na ignorância do esquecimento”, comentou Julio Ottoboni, filho mais velho de Ottoboni.

Mário Ottoboni faleceu exatamente três anos após a morte de sua esposa, Cidinha.

O velório acontecerá na Câmara Municipal de São José dos Campos a partir das 16h e o enterro será amanhã (terça) às 8h30, no cemitério municipal Padre Rodolfo Komorek.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here