Urbanova: O bairro dos exercícios ao ar livre!

0
1060

Passarela virou ponto de encontro e parada obrigatória para fotos

capa
Fotos: Eduardo Alves

Muita polêmica envolveu a implantação da passarela de pedestres e ciclistas ao lado da ponte Flamínico Vaz de Lima. Ainda se fala no valor exorbitante da obra, que foi de quase 3 milhões. O fato é que a passarela já tem seus fãs e se tornou uma parada obrigatória para fotos! “A passarela tornou a travessia mais segura e prazerosa. Mudou a entrada do bairro. E a vista da ponte é linda, tanto que virou o point do selfie no Urbanova”, disse a publicitária Tais Vinha.

“Achei ótima a passarela! Proporcionou muito mais segurança, valorizou o local, que era muito ruim…É bonita, moderna  e funcional!”, afirmou o empresário Renato Montijo.

Há quem discorde: “Eu acho que a passarela teve um gasto absurdo e é inútil, talvez tenha serventia para passeio e lazer, mas para os ciclistas não tem”, argumentou o ciclista Bruno Carlos Cardoso.

A passarela tem 270 metros de extensão e 4,5 metros de largura e faz a ligação da ciclovia e da calçada das avenidas Lineu de Moura e Shishima Hifumi. Ela tem duas faixas para ciclistas, uma para cada sentido, e a terceira faixa exclusivamente para pedestres.

Sem títuloUma das principais características do Urbanova é a presença constante de atletas e praticantes de exercícios nas ruas do Urbanova. Há os que se exercitam com regularidade, participam de equipes, grupos de corrida, ciclismo e também os famosos “atletas de fim de semana”, que tomam conta das ruas do bairro sem muita regularidade, com o foco no lazer e bem estar! Nem sempre a relação entre esse público e os automóveis é saudável. Alguns moradores afirmam que alguns atletas não respeitam a sinalização e os veículos. Conversamos com diversos ciclistas que defenderam que o respeito às normas da via pública precisa ser por parte de todos.  “Os atletas precisam utilizar sinalização, bikes iluminadas com pisca, capacete e não devem andar na contra mão, a fim de evitarmos acidentes. As famílias também precisam se proteger, colocar capacete nas crianças, andar na mão correta”, explicou o ciclista Bruno Carlos Cardoso.

No dia 12 de dezembro o vereador Rogério Cyborg protocolou uma indicação na Câmara Municipal solicitando a instalação de placas de conscientização nas principais avenidas do bairro com dizeres como: “Atenção – ciclistas na via”, “Atenção – Práticas Esportivas nesta Avenida”, entre outros.

Em nota, a Secretaria de Mobilidade Urbana informou que plano cicloviário do município prevê a implantação da sinalização educativa e de orientação com o objetivo de promover o compartilhamento seguro entre carros, ciclistas e pedestres nas vias da cidade. “O Urbanova está inserido no projeto, porém ainda não há data prevista para implantação”.

O empresário Renato Montijo também apresentou sua sugestão de melhoria: “Devido ao grande número de praticantes de atividades físicas aos finais de semana, principalmente aos domingos, nas ruas e avenidas do bairro Urbanova, vejo a necessidade da implantação de uma “Rua de lazer e esportes” no bairro, transformando uma das “mãos”  (sentido centro-bairro) da Av, Possidônio José de Freitas , em uma rua de lazer e esportes aos domingos. Além da segurança dos que já praticam atividades nesta avenida, seria uma forma de incentivar àqueles que ainda não o fazem . O Urbanova é um ponto de encontro de praticantes de atividades físicas de diversos grupos sociais . É um bairro propício para a prática esportiva devido a extensão de suas avenidas e pela beleza da natureza” justificou o empresário

Sobre essa solicitação, a Secretaria de Mobilidade Urbanova informou que iniciou um estudo para a implantação de ciclofaixa de lazer na Av. Possidônio José de Freitas que vai interligar o Urbanova a outros locais como o Jardim Aquárius e Orla do Banhado, além dos parques Vicentina Aranha e Santos Dumont.

Ciclovias: Algumas vias do bairro contam com ciclovias, porém os ciclistas afirmam que não há segurança “Acredito que antes de implantar uma ciclovia é necessário ouvir os usuários. Nós triathletas e ciclistas não conseguimos utilizar devido à velocidade que andamos ou treinamos e nossas bicicletas não tem suspensão e ficam inseguras e instáveis em ciclovias de paralelepípedos. Essas ciclovias foram feitas em ruas onde temos que atravessar de uma via a outra, ou às vezes andar na contra mão da via para atravessar ou até em canteiros e isso não é funcional”, justificou Bruno Carlos Cardoso.

Parque Ribeirão Vermelho: Somente a primeira fase do Parque Ribeirão Vermelho foi entregue à população. De acordo com a Secretaria de Gestão Ambiental e Obras, o parque será entregue no início de fevereiro de 2017.

 

Veja alguns motivos para você se exercitar ao ar livre!

Por Beto Personal Trainer

Sem título2

É mais motivante: o aumento da motivação é notável quando se começa a treinar ao ar livre. Pessoas mais motivadas = melhores resultados que é = a maior adesão à prática.

Variabilidade de atividades: ao mesmo tempo ao ar livre pode-se realizar atividades que não se consegue em ambientes fechados. Jogos, esportes adaptados, mini competições, circuitos, etc… tudo isso torna mais dinâmico e agradável o processo de se exercitar.

Diminuição do stress: um estudo de uma universidade escocesa constatou que atividades ao ar livre diminuem consideravelmente os níveis de stress, tensão e depressão. Além de melhorar a autoestima e o humor.

Aumento da atenção e foco: segundo um estudo americano crianças com deficit de atenção aumentaram a capacidade de concentração após 20 minutos de caminhada no parque.

Diminuição do risco de obesidade: o simples fato de sair de casa já diminui em 41% a incidência da obesidade. Estando fora de casa e praticando algum movimento não sobra muito tempo para os maus hábitos domésticos como sofá, tv, computador e vídeo game.

Aumento da disposição: um outro estudo americano comprovou que 20 minutos de atividades ao ar livre são mais revigorantes que uma xícara de café.

Aumento nos níveis de vitamina D: é cada vez mais comum as pessoas terem deficit dessa vitamina fundamental para ossos e pele. Atividades externas ajudam a regularizar a absorção dessa vitamina.

Rapidez na recuperação de enfermos: segundo uma pesquisa na universidade de pittsburg mostrou que pacientes que tem contato frequente com a luz do sol apresentam recuperação mais rápida e menor nível de dor em relação aos que não vão a ambientes externos.

Esses são apenas alguns motivos para sair de casa e praticar exercícios ao ar livre, e se você nao sabe qual atividade fazer, faça alguns testes até encontrar alguma que te agrade. Mas é preciso ficar atento aos riscos dessa prática sem apoio ou acompanhamento profissional. É importante ter a orientação correta da execução dos exercícios, com postura adequada e intensidade para evitar lesões.
Deve-se ressaltar que a realização de exames físicos é fundamental para qualquer atividade física, seja ao ar livre ou em academias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here