Prefeitura e Hospital Pio XII ampliam atendimento oncológico pelo SUS

0
950
Tratamento-oncologico-su
Hospital Pio XII atende os pacientes oncológicos da rede pública de saúde do município - Foto: Claudio Vieira/PMSJC

A Prefeitura de São José dos Campos e o Hospital Pio XII renovaram nesta semana o contrato de parceria, que prevê a ampliação do atendimento dos pacientes em tratamento oncológico e cardiológico pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

O acordo, com início em março e duração de 18 meses, estabelece um reajuste financeiro linear em torno de 22% no contrato hoje existente, passando de R$ 3,3 milhões para R$ 4,04 milhões mensais, com aumento significativo da produção.

O contrato ganha um reforço extra tanto no atendimento ambulatorial quanto no hospitalar, principalmente na área oncológica. O número de procedimentos médicos gerais nas duas especialidades médicas sobe de 18.285 para 20.334 por mês.

As cirurgias passarão de 98 para 128 por mês, incluindo procedimentos nas áreas ginecológicas, urológicas, cardiovasculares, cabeça e pescoço, torácica, entre outros. Também está previsto no contrato a inclusão de transplante de órgãos, tecidos e células pela rede Hebe Camargo para atendimento de pacientes referenciados de todo Estado de São Paulo.

Já o tratamento de quimioterapia terá um aumento de quase 100%, subindo de 703 para 1.316. Pelo novo contrato, o hospital realizará 500 exames a mais por mês de mamografia, saltando de 1.220 para 1.720.

Outra novidade é a realização das biópsias de pulmão, fígado, rim, entre outros órgãos, dentro do próprio hospital, o que não estava previsto no contrato anterior. Os procedimentos em hemoterapia também sobem quase 50%, de 1.489 para 2.183 por mês.

A oferta de consultas ambulatoriais e acompanhamentos de pacientes em tratamento cardiológico e oncológico subirá de 2.955 para 3.184 por mês, fora as consultas no pronto atendimento (PA) 24 horas, que serão em maior número pelo novo contrato, de 300 para 536. Somando as consultas agendadas e as do PA, o total chega a 3.720 atendimentos por mês.

A atenção à mulher também está sendo ampliada pelo novo contrato, que prevê a realização no próprio Pio XII de cirurgias plásticas reparadoras pós mastectomia, com colocação de prótese mamária. Esse procedimento será realizado no momento da cirurgia de mastectomia ou tão logo seja possível pelas condições clínicas das pacientes.

Previna

Todo esse movimento que está possibilitando a ampliação, sobretudo, do atendimento oncológico pelo SUS foi identificado por meio das ações do programa Previna, implantado pela Prefeitura no ano passado com o objetivo de organizar a rede de oncologia do município, de acordo com a portaria 140 de 27/02/2014, do Ministério da Saúde, que trata da Rede de Atenção a Saúde das Pessoas com Doenças Crônicas no âmbito do SUS.

Após 8 meses de implantação, o programa instituiu várias ações, realizadas simultaneamente, com o intuito de identificar os fluxos para o diagnóstico precoce dos pacientes com suspeita de câncer, monitorar o início e o seguimento do tratamento e criar a rede de atendimento oncológico.

Inicialmente, as ações foram concentradas no mapeamento do tempo entre o diagnóstico e o início do tratamento, através da ação do programa junto aos prestadores responsáveis pelos exames para definição diagnóstica, como laboratório de anatomia patológica, exames de imagem, e o hospital responsável pelo tratamento dos pacientes diagnosticados com câncer.

Para esse monitoramento, também foi criado o disk-previna e o e-mail do programa, divulgado para todas as gerentes das UBS, proporcionado uma comunicação direta com a rede de atenção primária, para assessoria técnica quanto ao fluxo e intermediação dos casos urgentes, ainda sem diagnóstico definitivo e com alta suspeita de câncer, para o Hospital Municipal.

Da mesma forma, os pacientes com suspeita sem caráter de urgência, são colocados no sistema de priorização para as consultas com os especialistas, como mastologistas, urologistas, entre outros. Também passaram a ser priorizados os exames de alta complexidade, agilizando a investigação diagnóstica e o início do tratamento, aumentado a chance de cura destes pacientes.

Outra ação foi a identificação da estimativa de casos novos de câncer da população joseense para o ano de 2019, baseado na publicação do INCA, o que resultou em um estudo pela Secretaria de Saúde visando o aumento do número de vagas para atendimento oncológico no Hospital Pio XII.

Novo contrato – aumento da produção

  • Início: março de 2019
  • Prazo: 18 meses
  • Valor financeiro: de R$ 3,3 milhões para 4,04 milhões
  • Procedimentos gerais: de 18.285 para 20.334
  • Cirurgias oncológicas e cardiológicas: de 98 para 128
  • Quimioterapia: de 703 para 1.316
  • Mamografias: de 1.220 para 1.720
  • Procedimentos de hemoterapia: de 1.489 para 2.183
  • Consultas (agendadas), atendimentos e acompanhamentos de oncologia e cardiologia: de 2.955 para 3.184
  • Consultas no Pronto Atendimento 24h: de 300 para 536

Fonte: Secretaria de Saúde

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here