Reunião sobre Fluxo e Perturbação de Sossego reúne cerca de 50 pessoas no Urbanova

0
362

De um lado, um time completo de autoridades. Do outro, moradores e diretores de associações dos loteamentos fechados em busca de uma solução para um problema que não parece ter fim: a perturbação de sossego.

A reunião aconteceu no dia 03 de abril no salão de festas do Residencial Reserva do Paratehy. Participaram as seguintes autoridades: Capitão Mathias, responsável pelo policiamento da região; Comandante Devair, comandante da Guarda Municipal de SJCampos; Engenheiro Fábio Pasquini, Diretor do Departamento de Fiscalização e Posturas; Felipe Avlis, Chefe da Fiscalização de Trânsito; Robertinho da Padaria, Presidente da Câmara Municipal de São José dos Campos e Rogério Cyborg, vereador.

No encontro, a jornalista Fabiana Pupio e dois representantes da Comissão dos Loteamentos Fechados e Prédios do Urbanova, Weber Rios e André Augusto fizeram perguntas e apresentaram as principais queixas do bairro. Em seguida, os demais participantes também tiveram a oportunidade de fazer perguntas e deixar claro que a comunidade do Urbanova está cansada de promessas e dos empecilhos para solucionar o problema de maneira definitiva.

Os principais pedidos foram a respeito da invasão de jovens ao Parque Ribeirão Vermelho após às 22h, com som em altíssimo volume e consumo de bebidas alcoólicas. Nesse caso, duas medidas foram solicitadas: a instalação de placas de “Proibido Estacionar após às 22h” e “Proibido Som Alto” e, instalação de câmeras de segurança monitoradas pelo COI.

No Alphaville os relatos de perturbação de sossego continuam. A Prefeitura havia se comprometido a instalar as mesmas placas mencionadas acima, o que ainda não foi feito.

Também houve reclamações sobre eventuais festas na Universidade do Vale do Paraíba, Lago Urbanova e Ladeira.

Os casos de perturbação de sossego e fluxo não são exclusividade do Urbanova. Só para se ter ideia, as ações de combate do fluxo geraram nos últimos 4 meses 890 autuações em São José dos Campos.

Neste período, apenas por som alto foram aplicadas 585 multas, o que representa 66% do total. As operações da Patrulha do Sossego Público tiveram ainda 299 autuações por estacionamento irregular, com a participação da GCM (Guarda Civil Municipal), Polícia Militar, DFPM (Departamento de Fiscalização e Posturas Municipais) e agentes de trânsito da Secretaria de Mobilidade Urbana da Prefeitura.

Ajuda popular

A colaboração da população é de extrema importância. As denúncias podem ser feitas via 156 (telefone, aplicativo e site), 153 (Guarda Municipal) e 190 (Polícia Militar) .

Somente no 156, foram registradas 641 reclamações de perturbação do sossego nos últimos quatro meses.

A GCM orienta a população a entrar em contato com a Central 190 nos primeiros indícios da instalação de um fluxo, pois a partir de sua formação o trabalho de dispersão torna-se mais difícil. Pelo mapeamento das reclamações, a Patrulha do Sossego Público faz o planejamento de suas ações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here