São José recicla mais e diminui volume de resíduos em aterro

0
96

O volume da coleta seletiva recolhido pela Urbam (Urbanizadora Municipal) em São José dos Campos teve um aumento considerável de 13,3% em 2020 em relação ao ano anterior. Foram recolhidas 17 mil toneladas em 2020 e 15 mil em 2019.

Segundo a Urbam, vários fatores contribuem para a melhoria da coleta seletiva como o aumento das embalagens devido ao período da pandemia da covid-19, além da melhoria da separação e destinação em dias e horários corretos pela população, geradas também pelas ações de educação ambiental realizadas pela empresa.

Além do aumento na coleta seletiva, a boa gestão dos resíduos também foi importante para que o aterro sanitário recebesse menos volume. A adesão da população ao descarte correto nos PEVs (Pontos de Entrega Voluntária) e sua gestão diminuiu a geração de resíduos da limpeza urbana em 68% (de 28 mil toneladas em 2019 para 9.000 toneladas em 2020). Com isso, o volume aterrado caiu 5,8% – um ganho de 21 dias de vida útil ao aterro sanitário. O total de volume aterrado caiu de 218 mil toneladas em 2019 para 206 mil toneladas em 2020. Outras ações importantes são as fiscalizações aos descartes clandestinos.

É importante destacar que São José dos Campos produz menos resíduos per capita em relação à maioria das cidades no país. A média nacional é de 1 kg de lixo por habitante.

O volume per capita considerando a população estimada pelo IBGE em 2019 (721.928 habitantes) foi de 0,82 kg/dia. Já em 2020, este volume caiu para 0,78 kg/dia, para uma população estimada em 729.737 habitantes – uma redução de 5%. Isso demonstra uma melhoria não só na separação dos resíduos, como também na não-geração de lixo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here