Saúde – Edição 02 – Vitamina D

0
397

SAÚDE
Por Dra. Nadia Beltrame
Gerente Técnica do Laboratório Oswaldo Cruz

Edição 02 – Junho de 2012

Vitamina D

A vitamina D (ou calciferol) é uma vitamina que promove a absorção de cálcio (após a exposição à luz solar), essencial para o desenvolvimento normal dos ossos e dentes, atua também, como recentemente descoberto, no sistema imunológico, no coração, no cérebro e na secreção de insulina pelo pâncreas. É uma vitamina lipossolúvel obtida a partir do colesterol como precursor metabólico através da luz do sol, e de fontes dietéticas. Funcionalmente, atua como um hormônio que mantém as concentrações de cálcio e fósforo no sangue através do aumento ou diminuição da absorção desses minerais no intestino delgado. Também regula o metabolismo ósseo e a deposição de cálcio nos ossos e dentes, espeialmente em crianças, gestantes e mães que amamentam.
Além da importância na manutenção dos níveis do cálcio no sangue e na saúde dos ossos, tem um papel muito importante na maioria das funções metabólicas e também nas funções musculares, cardíacas e neurológicas. A deficiência da vitamina D pode precipitar e aumentar a osteoporose em adultos e causar raquitismo, uma avitaminose, em crianças.
A exposição ao sol desencadeia a produção de vitamina D na pele, sendo esta preferível, além de alguns alimentos que também representam uma fonte desta vitamina, como a gema de ovo, fígado, manteiga e alguns tipos de peixes como a cavala, o salmão e o arenque. O óleo de fígado de bacalhau utilizado também como suplemento alimentar para evitar o raquitismo, é hoje em dia facilmente substituível por medicamentos contendo vitamina D. Como outras vitaminas, deve ser consumida em quantidades adequadas, evitando faltas e excessos. 20
No fígado, a vitamina D é convertida em uma forma que pode ser transportada pelo sangue. Nos rins, essa forma é modificada para produzir hormônios, cuja função principal é aumentar a absorção de cálcio no intestino e facilitar a formação normal dos ossos. Na deficiência de vitamina D, as concentrações de cálcio e de fosfato no sangue diminuem, provocando uma doença óssea porque não existe uma quantidade suficiente de cálcio disponível para manter os ossos saudáveis.
Esse distúrbio é denominado raquitismo nas crianças, uma doença que se manifesta com atraso no fechamento da moleira nos recém-nascidos (importante na calota craniana), desmineralização óssea, as pernas tortas e outros sinais relacionados com estrutura óssea. É denominado osteomalácia nos adultos, onde se desenvolvem ossos fracos e moles.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here