Doria enfatiza que nada deve mudar na quarentena antes do dia 10 de maio

0
203

O Prefeito Felício Ramuth anunciou na última semana o plano de isolamento seletivo na cidade, que deve começar no dia 27, porém, a medida vai na contramão da determinação do Governo do Estado que mantem as regras atuais da quarentena até o dia 10 de maio.

João Doria Jr lançou hoje (22) o plano de retomada da atividade econômica, que começa a valer em 11 de maio.  Em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, Doria anunciou que o término da quarentena deverá respeitar um cronograma por fases e será diferente para cada região, dependendo da disponibilidade de leitos nos hospitais.

Serão criados três níveis conforme o avanço da covid-19: zona vermelha, amarela e verde. Hoje, não existe nenhuma cidade na zona verde. Para traçar o plano, foram estudados os casos de outros países e analisadas estatísticas locais, explicou o secretário estadual de Saúde, José Henrique Germann. Ele falou que foram usadas oito referências que tratavam de temas como diminuição de novos casos, aumento do número de testes, a capacidade de leitos da rede pública de saúde. Serão respeitadas realidades divergentes de municípios e regiões e feito em fases.

Os detalhes sobre quais os estabelecimentos poderão voltar a funcionar no dia 11 de maio serão divulgados somente no dia 8 de maio.

Dirigindo-se a deputados, prefeitos, vereadores e entidades, o governador Doria afirmou que até o final da quarentena nada mudará. Há pressão de vários setores para retomada do comércio. “Até o dia 10 de maio não haverá nenhum movimento, nenhuma alteração ao programa da quarentena no estado de São Paulo”

Sobre as cidades que publicaram decretos municipais para a flexibilização da quarentena, como é o caso de São José dos Campos o governador de São Paulo desaprovou. “Não é prudente, não é conveniente que nenhuma cidade do interior do estado de São Paulo rompa a quarentena antes do dia 10 de maio”, afirmou Doria.

A Prefeitura de São José dos Campos informou que o prefeito Felicio Ramuth, o vice-prefeito, dr Ricardo Nakagawa, e o secretário de Saúde, dr Danilo Stanzani Júnior, participaram na manhã desta quarta-feira (22) de uma videoconferência com o coordenador do Centro de Contingência ao Coronavírus, dr David Uip, e com o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, reforçando que o diálogo continuará mantido, havendo durante os próximos dias uma troca constante de informações entre o Estado e o Município.

A Prefeitura informou, ainda, que  irá esperar a decisão judicial para depois se manifestar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here