Ensino Fundamental anos finais: Qual é o foco?

0
36
Planck-Urbanova

Por Prof. André Guadalupe

O Ensino Fundamental Anos Finais leva o estudante a um novo patamar de conhecimento. Paralelamente, ele precisa lidar com mudanças hormonais e físicas, que também geram muitas novidades. É um momento desafiador — e ao mesmo tempo apaixonante– para os estudantes, pais e professores.

A primeira mudança que os estudantes  do Ensino Fundamental Anos Finais (6º ao 9º anos) vão vivenciar é na forma de receber os conteúdos das áreas de conhecimentos, que serão apresentados de forma espiralada para evolução do aprendizado a cada série.

Nesta fase, os professores vão deixar de ser generalistas e passarão a ser especialistas em cada disciplina. Também assumem um papel de facilitadores do aprendizado, apresentando conceitos mais complexos e inspirando nos estudantes aspectos de criticidade e também de socialização. É nessa hora que ele poderá desenvolver suas preferências pelo aprendizado das diversas matérias, seja matemática, literatura, ciência ou história.

Do ponto de vista do aprendizado, é um momento muito importante na sedimentação de conhecimentos que vão fazer parte do dia a dia desse estudante ao longo de toda a sua vida, como a matemática básica, imprescindível para qualquer trabalho no futuro desse aluno, seja ele um lojista, gerente de banco, empresário ou um profissional autônomo.

Mudanças físicas e hormonais levam a novos comportamentos

Como o Ensino Fundamental Anos Finais chega em uma fase na qual a maioria dos estudantes estão na faixa de 11 anos,  também apresenta outras importantes mudanças do ponto de vista físico. É neste ponto que eles não gostam mais de serem chamados de crianças, mas sim de pré-adolescentes.

Essa tomada de consciência sobre o próprio amadurecimento pode inspirar alguns novos comportamentos já no começo dos Anos Finais, que levam a uma postura mais autônoma, independente e organizada.

Nessa fase, o Planck também já começa a desenvolver as habilidades e competências socioemocionais em seus estudantes, para que eles se sintam protagonistas do seu próprio desenvolvimento.

Então, já são fomentados no estudante habilidades para manter relações sociais positivas, aprender a trabalhar em grupo, ter empatia, controle de emoções, tomada de decisões e determinação para atingir metas.

Além disso, entram em cena práticas que vão estimular criatividade, respeito e cuidado, curiosidade e motivação, responsabilidade, autoconhecimento e colaboração.

Associado aos aspectos cognitivos, para o Planck, já é muito importante estimular a resiliência no estudante nesse momento, para que ele aprenda a lidar com o estresse e a frustração, que farão parte da vida no futuro, desde o Ensino Médio, quando estará mergulhado no estudo para os vestibulares e na decisão da escolha da carreira; até a vida adulta, em seus aspectos profissionais e sociais.

Essa é a hora de ensinar que nem tudo será fácil na vida, que nem sempre uma questão será resolvida na primeira tentativa, mas será preciso persistir para ter sucesso.

O Ensino Fundamental Anos Finais representa uma verdadeira transição de ciclo, importante para o estudante em todos os aspectos.

Para pais e Colégio, é um momento de ajudá-los a compreender os desafios que encontrarão pela frente, mas sempre mostrando que podem ter muita paixão pelo aprendizado de suas novas disciplinas e, consequentemente, por todos os processos de sua vida.

Prof. André Guadalupe é Diretor e Cofundador do Colégio Planck

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here