Especial eleições: o que os candidatos à Prefeitura pensam sobre o Urbanova?

0
105

As eleições municipais acontecem no dia 15 de novembro para os cargos de vereadores e prefeitos. Encaminhamos aos 11 candidatos à Prefeitura de São José dos Campos três perguntas padronizadas, com foco no Urbanova. Os temas foram levantados com base nas principais queixas da população do Urbanova, mensuradas por meio de pesquisas realizadas com frequência pela Revista Urbanova.

  1. O Urbanova tem apenas um acesso, via Avenida Lineu de Moura. Nota-se que, com o desenvolvimento do bairro, a via está saturada, com grande trânsito de veículos e congestionamentos nos horários de pico. Outro problema é quando ocorre um acidente ou outras intercorrências na via, e a população fica “ilhada”. Por outro lado, sabe-se que uma parcela da população acredita que um novo acesso pode trazer insegurança para o bairro. O que o(a) senhor(a) pensa a respeito disso? Qual é sua proposta e ponderações sobre o assunto?
  2. Há muito tempo o fluxo gera transtornos no Urbanova e outras regiões da cidade. Além da perturbação do sossego público, o movimento gera diversas consequências como: acidentes de trânsito e muita sujeira nos locais em que as concentrações acontecem. Qual a sua visão sobre o tema?
  3. O Urbanova não conta com nenhum serviço público como: posto de saúde, creche, escola ou casa do idoso. Estamos falando em uma população de aproximadamente 20 mil pessoas, além de uma quantidade enorme de prestadores de serviços, comerciantes e estudantes. O(A) senhor(a) considera relevante a implantação desses serviços?

A entrevista com os candidatos está apresentada abaixo, em ordem alfabética

Agliberto Chagas (Novo)

Novo acesso: Realmente é um assunto importante. Temos que fazer uma nova ponte sobre o Rio Paraíba, dentro dos limites de São José dos Campos. Somente assim teremos essa situação contornada. Para isso, a prefeitura terá que fazer um esforço de investimento. Pretendo buscar verbas junto aos governos Estadual e Federal.

Fluxo: Tolerância Zero. Vamos criar a patrulha com drones e um grupo de elite da Guarda Municipal para prevenir o fluxo antes que aconteçam.

Serviços Públicos: Em meu Programa de Governo estamos propondo parcerias para solucionar essas demandas. Criaremos creches período integral para moradores e funcionários. Teremos também a creche dia do idoso, com profissionais de saúde e cuidadores.

Anderson Senna (PSL)

Novo acesso: Av. Lineu de Moura caminha para a saturação do trânsito, cabe ao poder público analisar as possibilidades de investimentos e contrapartidas dos investidores para diminuir o impacto no trânsito da região. Entre elas a duplicação da ponte sobre o Rio Paraíba e outras melhorias. Com o crescimento, é inevitável pensarmos em outras entradas/saídas para o bairro, mas será necessário um estudo técnico apurado. A questão da segurança pode ser resolvida com mais patrulhamento da PM e da Guarda Municipal, além do auxílio de Câmeras de Segurança integradas ao COI. Nossa proposta é ouvir as pessoas.

Fluxo: Temos o programa “Fluxo Zero”. Em nosso governo, faremos uma força tarefa para combater o fluxo, com um trabalho de inteligência policial vamos monitorar os organizadores, antecipar as datas de realização e os pontos de encontro e agir dentro da lei: Com os Agentes de trânsito, a Guarda Municipal, o Conselho Tutelar, e a PM, equipados com Bafômetro, Decibelímetros, Guinchos, etc, para afastar os traficantes de drogas, e quem cometer crimes será: multado, terá seu veículo guinchado, será detido ou até preso. Mas não é só Repressão! Vamos oferecer uma política de prevenção realizando atividades nos bairros voltados para a juventude.

Serviços públicos: Vamos ouvir a população da região e entender quais as necessidades que podem ser atendidas pelo poder público de acordo com as demandas. Estudaremos de que forma em parceria com a inciativa privada podemos desenvolver equipamentos públicos que atendam as expectativas de todos. O papel do Prefeito é otimizar os recursos de forma a atender toda a população. Para isso propomos implantar um sistema de governança e gestão pública com objetivo de reduzir e economizar recursos e com isso aumentar a capacidade de investimentos.

 Dr. Constantino Cury (PSB)

Novo acesso: É preciso priorizar as regiões de São José dos Campos que foram deixadas de lado nos últimos anos. O Urbanova está esquecido e vamos reverter isso. Vejo como imperioso um novo acesso ao bairro, me dispondo a ouvir a comunidade local para implantar a providência que equacione segurança pública e mobilidade. Nosso projeto é cuidar das pessoas; ter obras com finalidade objetiva e que tragam soluções concretas para a comunidade.

Fluxo:  O prefeito não pode ser um mero espectador desses movimentos. Deve haver pró-atividade com a atuação da Guarda Municipal junto a Polícia Militar, já que estamos falando, em tese, de contravenção penal. Devemos prevenir por meio da educação. Não há campanhas de informação e conscientização; vamos fazer isso junto das escolas municipais, imprensa e comunicação institucional. Educar e coibir dos excessos são o rumo desejado.

Serviços Públicos: Parte da população sofre com a falta de prioridades na gestão municipal. É inadmissível que um bairro como o Urbanova não tenha serviços básicos a sua disposição, ao mesmo tempo em que se constrói uma ponte estaiada de mais de R$ 60 milhões. Na Zona Leste, a delegacia mais próxima do Novo Horizonte está a 14 Km. São distorções que me comprometo a corrigir, priorizando as pessoas e destinando recursos de infraestrutura para onde realmente é necessário.

Eliane Nikoluk (PL)

Novo acesso: Tenho conhecimento de alguns projetos em discussão, um deles é a Via Noroeste, que facilitaria o acesso a várias regiões da cidade. Parece que há anos já existe um fundo financeiro para construção de um novo acesso. A questão não é simples, precisamos agir com responsabilidade, envolve desapropriação de terra e questões ambientais. Vamos promover estudos técnicos, dialogar muito com a comunidade, e encontraremos a melhor solução.

Fluxo: Precisamos fazer um mapeamento, identificar os pontos com maior incidência, os atores envolvidos na organização desses eventos. Vamos trabalhar em rede, com foco na prevenção. Faremos uma força-tarefa, integrando Guarda Civil, fiscalização de posturas, agentes de mobilidade urbana, Polícia Militar e Conselho Tutelar. A prefeitura também precisa gerar alternativas de lazer para esses jovens, com devido controle e segurança, e sem perturbar a ordem e a tranquilidade das pessoas.

Serviços Públicos: Vamos trabalhar a cidade sob o conceito de bairro-satélite implementando ações que gerem uma certa autonomia aos bairros em termos de comércio, saúde, serviços, e escolas, para que as pessoas não precisem se deslocar muito para ter satisfeitas suas demandas e necessidades. Esse será um aspecto relevante na minha gestão, até porque o Urbanova cresceu muito, é uma área eminentemente residencial, e a gente precisa agora equilibrar a questão da funcionalidade.

Felício Ramuth (PSDB)

Novo acesso: No meu próximo governo, nós vamos fazer um novo acesso ao Urbanova com as contrapartidas de todos os loteamentos da região. Na atual gestão, fizemos obras que beneficiaram os moradores da região centro oeste como a construção do arco da inovação, programa asfalto novo nas principais vias da região, construção da ciclovia do arco e outras melhorias.

Fluxo: No meu próximo governo, nós vamos incentivar os condomínios da região a contratarem o patrulhamento dos guardas municipais através da atividade complementar para atuarem nas ações contra a perturbação do. Na atual gestão, implantamos o programa São José Unida com a união de todas as forças policiais para combater a criminalidade.

Serviços públicos: Os moradores do Urbanova e região agora são atendidos com a UBS Centro 2 que foi transferida para a avenida Anchieta, ficando mais próxima do bairro. Ainda na região central, há a Casa do Idoso que atende com diversas atividades os idosos. A Prefeitura também implantou os serviços de entrega em casa de fraldas, dietas e fórmulas infantis para pacientes cadastrados.

João Bosco (PCdoB)

Novo acesso: Penso ser necessário – e em caráter de urgência! – a criação de um novo acesso ao Urbanova. O acesso único, existente, cria uma vulnerabilidade indesejável aos moradores, proprietários, comerciantes, prestadores de serviços e visitantes.

Fluxo: Cabe à Administração Municipal viabilizar alternativas para a prática, orientada e organizada, de atividades de cultura, esportes e lazer da nossa juventude. Na ausência do Poder Público os jovens improvisam e muitas das vezes cometem excessos.

Serviços Públicos: É claro que sim, a cidade tem que ser boa para todos os seus habitantes. A nossa consigna é: Governo de todos, com prioridade para os que mais precisam. No caso em tela, é flagrante o descompasso entre as necessidades do bairro e a atenção que lhe vem sendo dada pelo prefeito em final-de-mandato. Se eu for eleito, o Urbanova terá a atenção que merece.

Luiz Carlos de Oliveira (PTC)

Novo acesso:   Eu não vejo onde possa acontecer insegurança com uma nova via, porque a Urbanova é condomínio fechado e cada morador tem a sua segurança. O meu projeto é fazer a continuação da marginal do Vidoca, contornando o Clube Santa Rita e sair na Urbanova por traz, que ligaria a Possidônio José de Freitas. Essa é uma providência que já deveria ser tomada a muito tempo. Outra questão é a da linha férrea pelo lado de Alphaville. Essa deve ser fechada.

Fluxo: O fluxo é realmente um problema social. Isto tornou-se um fenômeno que foi se espalhando pela cidade. Este fato acontece pela falta de lazer dos jovens. Esses jovens não têm para onde ir e nos finais de semana se reúnem nestes locais. Vamos determinar locais que sejam compatíveis, como o Parque da Cidade e Centros da Juventude, a fim de criar lazer para esses jovens. Vamos buscar soluções, sem perder a autoridade, usando o Policiamento para intervir nos casos de abuso.

Serviços Públicos: A Urbanova necessita melhoramentos públicos. Vamos implantar o projeto de creche experimental para idosos e crianças. Essa creche a criança estuda de manhã enquanto os idosos praticam as suas atividades, depois almoçam juntos e esses idosos vão ajudar as crianças nas suas tarefas escolar. Isto vai fazer com que os idosos se sintam mais valorizados, enquanto as crianças se integram com essas pessoas respeitadas pelas suas experiencias de vida.

Marina Sassi (PSOL)

Novo acesso: Esta é uma pergunta interessante, não apenas por abordar um problema da cidade, mas por levar em conta opinião da população atingida por este problema. Nosso programa de governo está baseado justamente em mudar a forma como são tomadas as decisões. Queremos ouvir a população e buscar soluções junto. Diversas obras caras e que não resolveram foram feitas. Não somos contra obras muito pelo contrário, mas queremos discutir com a população quais são as prioridades.

Fluxo: Nossa cidade carece de alternativas de cultura e lazer. Como se não fosse o bastante, as poucas opções para a juventude são perseguidas pela prefeitura. A gestão Felicio Ramuth não incentiva e impõe dificuldades aos que querem difundir cultura. Obviamente os jovens, carentes de alternativas se virão como podem, ocasionando este transtorno. Queremos incentivar a cultura na nossa cidade, de forma planejada e responsável, só assim poderemos acabar com este conflito.

Serviços Públicos: Sem dúvida devemos dar prioridade as áreas mais carentes de serviços públicos. A atual gestão precariza a qualidade da saúde e educação para tentar ganhar na quantidade. O resultado é a ineficiência da estrutura existente e a falta de investimentos. Queremos um governo que tenha como principal objetivo melhorar a vida das pessoas, estes serviços públicos são essenciais.

Raquel de Paula (PSTU)

Novo acesso: O PSTU acredita que o transporte público de qualidade é a grande solução dos problemas de mobilidade para todas as regiões. Se a cidade contar com transporte público barato, confortável, de qualidade e com várias modalidades, qualquer problema de engarrafamento ou acidentes causados pela priorização do transporte individual e mais poluente pode ser resolvido. Hoje não é assim, as empresas de ônibus são privadas e só visam o lucro, com péssima qualidade.

Fluxo: A realidade é que infelizmente o poder público não garante à periferia acesso ao lazer e à cultura. É necessário tratar a raiz do problema. Não é com proibição ou incitação à violência policial que se resolve uma questão tão importante, principalmente para a juventude. É preciso que a cidade proporcione espaços gratuitos de lazer e cultura na periferia e valorize a arte, a música, a poesia, o cinema, a dança e o esporte periféricos, além de auxiliar os artistas.

Serviços Públicos: Sem dúvidas. O problema é que tanto a saúde quanto a educação hoje são fontes de lucros para empresários. Onde não enxergam lucro, não investem. É obrigação do poder público fornecer serviços públicos de qualidade a todas as regiões e não permitir que o lucro seja o centro da gestão. Por isso, propomos uma sociedade diferente, denunciando a barbárie a que chegou o capitalismo. Nossa candidatura quer fazer uma cidade para os pobres, trabalhadores, mulheres, LGBTs e negros.

 

Renata Paiva (PSD)

Novo acesso: É necessário dialogar com a população para encontrarmos a melhor solução. A tendência para os próximos anos é um maior adensamento da região, necessitando ainda mais de um novo acesso. Quanto à insegurança, creio que não é um novo acesso que irá aumentá-la. Podemos coibi-la através de inteligência de segurança pública, com câmeras de monitoramento e rondas no Urbanova.

Fluxo: Não há políticas eficazes para o esporte, lazer, arte e cultura, por isso há um grande fluxo da juventude para esses eventos. Vou investir no jovem e repreender o fluxo, que traz desdobramentos sociais e de segurança para todos nós.

Serviços Públicos: Há falta destes equipamentos. É justo a implantação dos mesmos como uma devolutiva dos impostos pagos pela comunidade local. Até porque há duas comunidades carentes que também necessitam destes serviços no Urbanova.

Wagner Balieiro (PT)

Novo acesso: Antes de qualquer decisão, sempre é bom ter a opinião da população. Já existe a previsão do segundo acesso, e o mesmo valor gasto sem necessidade na ponte estaiada, faria essa segunda ligação do Urbanova e também o prolongamento da Via Oeste até Jacareí. Lembrando que a ponte estaiada foi um financiamento, e o pagamento da obra ficou para o próximo governo.

Fluxo: Eu fui o responsável por realizar o primeiro convênio para que a polícia militar também atuasse na função de trânsito. Isso, somado com a atividade delegada direcionada para o trabalho específico de eliminar fluxo, eliminaria uma parte do problema. A outra parte é fazer locais específicos com toda a segurança para que a juventude tenha um espaço de lazer longe do álcool e das drogas.

Serviços Públicos: Dentro das áreas públicas disponíveis e abertas na região, vamos avaliar a implantação desses equipamentos que devem chegar a toda população inclusive para o Urbanova.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here