Estrada afora!

0
1800

Aproximadamente 15 mil km percorridos, 31 dias de viagem,  30 tanques de combustível, 08 fronteiras cruzadas: assim foi a expedição que levou famílias da região a cidade de Ushuaia (Argentina).

Quatro famílias partiram no dia 27 de dezembro de São José dos Campos com o objetivo de atingir a cidade mais austral do planeta, Ushuaia AR, no extremo da América do Sul, explorando a Patagônia e Terra do Fogo.  Na Argentina, mais uma família se juntou ao grupo. Ao todo foram 31 dias de viagem a bordo de 4 veículos Land Rover e uma caminhonete Mitsubishi L200.

O grupo de 14 pessoas foi formado por duas famílias do Urbanova, uma do Jardim Aquarius, uma de Jacareí e outra de São Paulo. Com um roteiro bem organizado, eles chegaram no dia 31 de dezembro à bucólica cidade Colônia de Sacramento no Uruguai e lá comemoraram a chegada de 2018.

Depois o comboio seguiu para a Argentina, em direção ao Sul passando pela Península Valdez e Rios Gallenos até Ushuaia.  Começou então, a jornada de volta para casa, que teve na programação uma passagem pelo Chile rodando pelas  remotas e famosas Ruta 40 (Argentina) e Carretera Austral (Chile) , passeios em parques nacionais famosos como Torres Del Paine, a cidade de El Calafate e o  monte Fitz Roy  até atingirem Bariloche, novamente na Argentina. O grupo percorreu aproximadamente 15 mil quilômetros ao longo da expedição.

Duas curiosidades nesse tipo de viagem é com relação à hospedagem e alimentação. Muitas refeições aconteceram dentro dos carros mesmo, outras em restaurantes. O comboio se programou para descansar em casas alugadas, pousadas, hotéis e, é claro nas barracas para não perder o caráter aventureiro da viagem!

Participantes

Ricardo e Mariana a bordo de um Land Rover Defender ,2003- moradores do  Jardim Aquarius-SJC

Sergio de Oliveira, Andréa e o filho Tomás a bordo de um Land Rover Defender, 1998- moradores do Urbanova-SJC

Wagner e Marilda a bordo de um Land Rover Discovery 2, 2004- moradores de Jacareí.

Duva, Debora e o filho André, a bordo de uma caminhonete Mitshubishi- L200, 2014- moradores do Urbanova- SJC.

“O mais me surpreendeu foi a maneira como as pessoas da cidade de La Junta (Chile) vivem . As cabanas,  o modo de vida das pessoas e como os valores (respeito, honestidade , ser humano, natureza, a vida) tem sentido pra eles. Teve um momento que nos sentimos dentro do condado onde vivem os hobbits do filme senhor dos anéis . Aquela cidade e as pessoas mexeram muito com a gente. Acredito que lá ainda se vive como os grandes centros viveram a 300 anos atrás . São hiper felizes com muita simplicidade. Nosso recado é: viaje uma vez por ano pra lugares fascinantes isso renova a alma” Mylla, Vinicius Lilian e  José Luis Eiroa

“Esta viagem foi uma experiência única.  Paisagens cinematográficas, comidas deliciosas, entre outros. O que mais nos motivou foi a amizade dos colegas da expedição e a de todos que tivemos a oportunidade de conhecer na viagem. Os moradores dos países que visitamos nos mostrou que somos sim, uma grande família, morando em países diferentes. Incentivamos todos a se aventurarem também nestes e outros caminhos….. Valeu, Graças a Deus por tudo” André, Déborah e Duva.

“O que nos impressionou bastante foi a vastidão deserta  dos lugares onde passamos, a quantidade de viajantes de bicicleta e a pé  e a sensação de segurança que sentíamos nestes lugares. Nosso filho de 9 anos, ao contrário do que temíamos no início, gostou muito e aproveitou bastante esta  viagem longa de carro, o contato próximo com outros povos , idiomas e lugares que nem imaginava existir.  Confirmamos nossa crença em preservar os valores simples da vida como confiança no próximo. Os lugares mais bonitos que conhecemos foram o Parque Torres del Paine e a Carretera  Austral no Chile.  Locais que vão ficar na nossa lembrança para sempre”,   Sergio Carvalho,  Andréa Marcondes e o filho Tomás.

“O que mais nos impressionou foi o glacial Perito Moreno e o vento  muito forte e constante da patagônia ”, disse Wagner Sant Anna e Marilda.

“Essa viagem entre amigos  revelou inúmeras paisagens inóspitas e, ao mesmo tempo, espetaculares. Dirigir cerca de 15 mil quilômetros entre Uruguai, Argentina e Chile nos mostrou uma parte inexplorada e bela desses países”, Ricardo Esper Filho e Mariana Campoy

“Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser. Que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver”

Amyr Klink

VOCÊ TAMBÉM GOSTA DE VIAGENS DE AVENTURA? TEM UMA HISTÓRIA PARA NOS CONTAR? ENTRE EM CONTATO PELO E-MAIL: JORNALISMO@REVISTAURBANOVA.COM.BR

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here