Forças de Segurança anunciam medidas de combate ao fluxo

0
97

Forças de Segurança anunciam medidas de combate ao fluxo

Na manhã desta terça-feira (24) a Prefeitura e as forças de segurança ‘São José Unida’ anunciaram medidas de combate ao fluxo no município.

Somente em 2020 a Guarda Municipal e Polícia Militar receberam 44.763 reclamações de  perturbação de sossego.  Segundo a Prefeitura, na região do Urbanova, 70% dos jovens que participam das aglomerações são moradores do próprio bairro.

“Não existe um único fluxo, são várias formas e temos que ter ações para coibir cada uma delas. No Urbanova e Aquarius, por exemplo, o fluxo é completamente diferente das demais regiões”,  explicou o prefeito Felício Ramuth.

Foram anunciadas três medidas:

✔️ A Prefeitura enviou um projeto de lei à Câmara que limita o horário de venda de bebidas alcoólicas em adegas para evitar que elas abasteçam e patrocinem os fluxos. Os estabelecimentos podem continuar suas atividades, mas eles terão que obedecer as novas regras estabelecidas.

“A Polícia Civil apoia as medidas propostas pela Prefeitura. O fluxo gera crimes como tráfico de drogas, consumo de bebidas falsificadas, homicídios . Acredito que essa convergência de forças tem muita possibilidade de êxito” , informou Dr José Henrique de Paula Ramos, Delegado Seccional.

✔️ A Prefeitura propôs aos condomínios que utilizem uma lei aprovada em 2017, que permite a contratação da Atividade Complementar da Guarda Civil Municipal para evitar que os fluxos aconteçam.

“Lutamos muito por uma solução e o Brasil é um país com problemas muito complexos para a gente achar que soluções convencionais podem resolver tudo. O conceito da atividade complementar é inovador pois tem ao mesmo tempo a força da lei, a responsabilidade do estado, a disassociação do privilégio, o benefício da hora extra e o custo acessível aos condomínios” explicou Rodrigo Hamam Presidente da Associação Monaco (Urbanova).

✔️ A Prefeitura se comprometeu a intensificar a fiscalização nos locais onde ocorrem os fluxos e instalar novas de placas de proibido estacionar após às 22h. Atualmente, a GCM e os agentes de mobilidade já fazem as notificações, mas a Prefeitura anunciou que  firmará convênio com a Polícia Militar para que ela  possa multar quem comete infrações de trânsito.

“O fluxo começa como uma diversão, mas as vezes tem um desfecho ruim como brigas, consumo de bebidas alcoólicas, drogas ilícitas, acidentes de trânsito. Em uma aglomeração, o jovem perde sua identidade e toma atitudes que não tomaria sozinho”, comentou o comandante do 46º Batalhão de Policiamento Militar de São José, tenente-coronel Antônio Pires.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here