Urgente: Mesmo com índices estáveis, São José deverá cumprir fase vermelha a partir de sábado (6)

0
170
Foto: Charles de Moura/PMSJC

Na coletiva de imprensa desta quarta-feira (3) o governador João Doria anunciou que todo o Estado de São Paulo deverá cumprir as regras da fase vermelha do Plano São Paulo a partir da 0h do sábado (6) até do dia 19 de março. Nessa fase é permitido o funcionamento normal de serviços essenciais como indústrias, escolas, bancos, lotéricas, serviços de saúde e de segurança públicos e privados, construção civil, farmácias, mercados, padarias, lojas de conveniência, feiras livres, bancas de jornal, postos de combustíveis, lavanderias, hotelaria e transporte público ou por aplicativo, entre outros.

Já os comércios e serviços não essenciais só podem atender em esquema de retirada na porta, drive-thru e pedidos por telefone ou internet. Academias, salões de beleza, restaurantes, cinemas, teatros, shoppings, lojas de rua, concessionárias, escritórios e parques deverão ficar totalmente fechados ao público.

Os serviços essenciais precisam cumprir protocolos sanitários rígidos, como fornecimento de álcool em gel, aferição de temperatura, ventilação de ambientes, controle de fluxo de público e horário diferenciado para abertura e fechamento. O toque de restrição estará em vigor a partir das 20h em todas as regiões do estado, com recomendação para circulação restrita em vias públicas e fiscalização ampliada até as 5h.

Segundo Doria, a decisão foi tomada após São Paulo bater recorde de mortos por Covid-19 e internados com a doença.

Nesta terça (2), o estado de São Paulo registrou o maior número de mortes por Covid-19 em 24h desde o início da pandemia, com 468 novos óbitos, segundo dados da Secretaria Estadual da Saúde. Com os novos registros, o estado chegou a 60.014 mortes provocadas pela doença

Já a cidade de São José dos Campos mantém dados estáveis, com taxa de ocupação dos leitos de UTI Covid em 65,7% e enfermaria 47,3%. No Hospital Municipal a ocupação da UTI é 57,1% e enfermaria 50,8%.

“As escolas da redes públicas estadual e municipal e da rede privada vão continuar abertas, atendendo os alunos. Exatamente como estava previsto”, informou o Governador, João Doria Jr.

O Governador João Doria anunciou, ainda, a ativação de 500 novos leitos para o combate à pandemia do coronavírus. Destes, 339 leitos são de UTI COVID e outros 161 de enfermaria em hospitais estaduais, municipais e vinculados ao SUS, como Santas Casas e serviços filantrópicos. A finalidade é garantir atendimento aos pacientes graves e fortalecer a rede em regiões que apresentam elevação das taxas de ocupação.

“Os leitos serão ativados gradualmente a partir do dia 8 de março para reforçar o sistema público de saúde no estado. Lembrando, vamos enfrentar nas duas próximas semanas as duas piores semanas da pandemia no Brasil desde março do ano passado”, disse Doria.

Os novos leitos serão ativados no decorrer do mês, auxiliando na absorção da demanda dos casos de COVID-19 em unidades hospitalares da Grande São Paulo, Campinas, Araçatuba, Araraquara, Piracicaba, Marília, Presidente Prudente e Litoral Norte.

A expansão é fruto do mapeamento e análise técnica das capacidades estruturais de cada hospital, aliado ao monitoramento do cenário da COVID-19 no território, visando salvar vidas e assegurar atendimento igualitário à população.

“Estamos monitorando diariamente a situação nas regiões e em todo o Estado para reforçar a rede hospitalar para enfrentar o recrudescimento da pandemia. Para fortalecer o SUS paulista decidimos ampliar os leitos para continuar garantindo assistência a todos que precisarem”, afirma o Secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn.

No período pré-pandemia, o SUS de SP já contava com 3,5 mil leitos de UTI. Com a mobilização de todos os gestores públicos, será possível passar para mais de 8,8 mil leitos do tipo.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here